Se os casos do COVID-19 voltarem a crescer, o pagamento do auxílio emergencial continua?

Devido a crise que se espalhou por todo o mundo devido ao corona vírus e todas as suas consequências como o bloqueio de algumas atividades econômicas por um bom tempo muitas pessoas tiveram sua renda cortada e outras acabaram sendo demitidas pois a empresa não conseguiu se manter e se adequar as regras de funcionamento exigidas no período. Diante dessa realidade e de toda a situação econômica em que muitos brasileiros se encontravam o governo federal lançou então o auxílio emergencial.

Entenda um pouco sobre o auxílio emergência

O auxílio emergencial é um benefício concedido pelo Governo Federal para todos os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, o benefício tem como objetivo fornecer um auxílio a todas essas pessoas que foram diretamente atingidas devido a crise causada pelo corona vírus.

Todos os cidadãos que se encaixarem nos requisitos exigidos para a inscrição do auxílio tem o beneficio garantido ate dezembro, podendo ser estendido de acordo com as condições que serão enfrentadas no próximo ano. Na maioria dos estados o numero de casos tinha apresentado uma reduzida assim como a taxa de transmissão, mas com a liberação da maioria das atividades e algumas pessoas voltando a viver normalmente esses números começaram a crescer e a preocupar devido as suas consequências que podem vim piores com essa segunda onda.

Responsável pela morte de milhares de pessoas só no Brasil, o corona vírus trouxe consequências devastadoras, inúmeras famílias perderam entes queridos e tiveram sequelas devido a ação do vírus no organismo. A realidade de todo o mundo mudou e todas as medidas restritivas para conter a contaminação apresentaram resultados, mas agora devem ser reforçadas, a permanência em casa se possível, o uso de mascaras durante o tempo que estiver a rua em contato com outras pessoas respeitando o distanciamento social e sempre cumprindo a utilização de álcool gel nas mãos.

O benefício concedido pelo governo vem ajudando muito todos os trabalhadores e desempregados que foram atingidos fortemente devido as consequências da pandemia, graças a ele muitas famílias estão conseguindo se manter e pagar todas as suas contas garantindo assim que essas consequências estão sendo amenizadas com o auxílio. Desde o mês de abril até dezembro milhares de pessoas já estão garantidas do recebimento e sabem da sua imensa importância.

A continuidade do pagamento é algo que está sendo analisado e vai depender muito da realidade que o país vai se encontrar nos próximos meses, mas para todas as famílias de baixa renda a garantia do calendário de pagamento do Bolsa família já é certo e o novo valor do Bolsa Família em 2021 vem para ajudar a todos os beneficiários do programa.  A esperança do início da vacinação e do controle da transmissão é algo muito forte e esperado por todos os brasileiros que anseiam por uma vida normal novamente.